Terapia magnética dos colchões

Sendo a Terra um super bloco magnético, tanto dentro quanto na sua superfície estão perpassando os Raios Magnéticos. Estes raios formam o campo magnético.

Vivemos em meio a esse tipo de ambiente, cuja denominação é “CAMPO MAGNÉTICO”. Se houver qualquer alteração nesse magnetismo a vida humana também será influenciada, provocando atrofiamento dos vasos sanguíneos e rigidez na musculatura. A civilização está cada vez mais nos isolando da terra magnética, como por exemplo: o asfalto, andar com sapatos de sola de borracha, costurados ou vulcanizados, se locomover em veículos, isolados por pneus e blindados com chapas e ferros.

Morando ou trabalhando nos edifícios de concreto armado, nos distanciamos cada vez mais do geomagnetismo. A conseqüência da falta do geomagnetismo no corpo é o atrofiamento dos vasos sanguíneos e a rigidez nos músculos. O atrofiamento dos vasos sanguíneos provoca má circulação sanguínea causando dormência nas mãos e pés, insônia, dores de cabeça, vista cansada, esgotamento físico e mental, nervosismo, varizes, reumatismo, pressão sanguínea (alta ou baixa), enxaquecas, anemias, desinteresse sexual, hemorragia cerebral, ataque cardíaco, falta de memória, cólicas menstruais, etc…

A rigidez nos músculos causam dores, fraqueza nos braços e pernas, câimbras, dores na nuca e nos ombros, dores na coluna e nas articulações ósseas, nervo ciático, artrite, etc… Como não se consegue relaxar ao dormir, acorda-se pela manhã com o corpo todo dolorido. Nos Colchões Magnéticos estão inseridos dezenas de imãs de 700 Gauss de Intensidade Magnética que formam um Campo Magnético. A pessoa dormindo no Colchão Magnético, o magnetismo atuando sobre o corpo humano gera nele nova eletricidade, chamamos esta: Indução Eletromagnética.

Esta faz gerar a corrente elétrica no sangue, consequentemente equilibrando seus Íons. Este processo denomina-se Dissolução Eletrolítica. O fato de provocar o aumento da dissolução eletrolítica modifica o funcionamento dos nervos autônomos e, em resultado melhora a circulação sanguínea, dilatando os vasos sanguíneos atrofiados para o tamanho normal e relaxando os músculos contraídos. Dormindo no Colchão Magnético, são aproveitadas as horas de sono para fazer a Terapia Magnética, cuja principal vantagem é deixar surgir a capacidade de cura que está adormecida no homem, e o magnetismo permite ativa-las e com força própria conduz a cura. Portanto não é exagero dizer que a Terapia Magnética é o próprio método de saúde instintivo.

Para comprovar estas curas extraordinárias pelo magnetismo existem milhares de pessoas que fazem uso deste aparelho magnetizado, gozando de seus efeitos: benéficos, curativos e fortalecedores. O Colchão Magnético além de criar um campo magnético, contém no seu interior uma chapa perfilada ortopédica ou com densidade D45 de Espuma Injetada, que alinha corretamente os ossos que compõem a coluna vertebral, onde o sistema nervoso faz suas funções livremente (é da coluna que saem os nervos que comandam os órgãos como o coração, pulmões, rins, estômago, intestinos, etc…). Os remédios e drogas conseguem apenas remover os sintomas da doença, mas não a causa do problema, principalmente quando a origem da disfunção está na Coluna Vertebral.

Os relevos do Colchão Magnetizado tem a função de “Massagear o Corpo” com o próprio peso (como Shiatsu) enquanto dormimos e deixar “respirar” livremente todos os poros do nosso corpo. Não seja como muito dos pacientes que procuram o Colchão Magnético como a ultima tentativa, quando sua verdadeira função é preventiva.

One Comment
  1. Lucio Farias

    Excelente artigo,obrigado por compartilhar, amigo

Comments are closed.