Archive for janeiro 2020

Atenção antes de comprar seu colchão !!!

 

Atenção

 

Fique de olho nos selos originais !!!

Os colchões Becflex são aprovados e certificados com os selos que atestam a  garantia de qualidade e responsabilidade em  seus produtos .

Para certificar-se  o seu colchão está em conformidade com as normas técnicas estabelecidas,

Você pode consultar o seu registro no site do INMETRO !
Acesse o link:  http://4et.us/BuscaInmetro  e digite sua consulta no campo correspondente!
ABICOL – Associação Brasileira da Indústria de Colchões
fonte:   abicol.org

Veja mais

Como superar o Jet Lag

Janeiro é tempo de descanso, férias e viagens !

Apesar de muita alegria, muitos sofrem com o Jet Lag na volta para casa.
Você sabe o que é isso?

Jet Lag é a descompensação horária devido à mudança de fuso que altera o nosso ritmo biológico e entre seus sintomas estão: insônia, perda de apetite, atenção e concentração reduzidas, cansaço e fadiga.

Por isso, após uma longa viagem de avião pode ser uma ótima opção tirar um dia para descansar e retomar os ritmos naturais antes de voltar principalmente para as atividades profissionais. ・・・

 

Fonte: abicol.org

Veja mais

Cuidados com o manuseio e transporte dos colchões !!!

btrans

 

O cuidado com o manuseio e transporte dos colchões é essencial para que o produto chegue, não só as lojas, mas também ao consumidor final com qualidade impecável.

5 dicas para profissionais sobre como manusear e transportar os colchões!

1. O deposito deve ser um local arejado, limpo e sem umidade !

.
2. Colchões e boxes devem ser armazenados em áreas diferentes ! Cada um possui suas características e é preciso leva-las em consideração na hora de empilhar.

.
3. Os colchões devem ser empilhados na horizontal, sempre com os mais pesados e com maior densidade e largura na base . Já os boxes devem ser colocados com o lado dos pés para cima .

.
4. Produtos mais pesados como colchões de mola devem ser sempre manuseados por mais de uma pessoa para evitar danos ( com exceção de colhões de solteiro de espuma ).

.
5. Não puxe os colchões pelo pillow ou pelas embalagens plásticas ! Sempre apoie as mãos em baixo do colchão

 

ABICOL – Associação Brasileira da Industria de Colchões

fonte : abicol.org

 

Abicol m

Veja mais

A ciência é extremamente clara: você deve priorizar o sono

doc b

 

Às vezes, quando temos muita coisa para fazer ou para aproveitar, dormir parece desperdício de tempo. Vou te contar: não é.

Dormir é tão essencial para a saúde que cada vez mais estudos têm se debruçado sobre a função do sono e feito apelospara as pessoas se conscientizarem da importância de passar uma noite inteira descansando bem.

A ciência já concluiu que dormir bem:

fortalece o sistema imune;
ajuda a regular o metabolismo;
limpa toxinas que se acumulam no cérebro, prevenindo doenças neurodegenerativas;
ajuda a fixar a memória e o aprendizado.

Sono nos animais
O sono é essencial para todos os animais, mas tem características diferentes em cada espécie.

Por exemplo, girafas só precisam dormir 30 minutos por dia. Os cientistas acreditam que esses animais desenvolveram uma maneira mais eficiente de fazer a mesma “restauração cerebral” que os humanos fazem, só que em bem menos tempo.

Isso porque as girafas não podem se dar ao luxo de passar muitas horas desacordadas – afinal de contas, elas vivem em savanas africanas ao lado de predadores como leões, hienas e leopardos.

Já os golfinhos precisam de uma solução diferente no que diz respeito ao sono: enquanto vivem (e dormem) debaixo d’água, precisam ir até à superfície para respirar. Então como fazem para não sufocar quando querem tirar uma soneca?

Bom, na verdade, golfinhos só descansam metade do cérebro por vez, trocando o “sono” de lado a cada quatro horas. Assim, podem continuar nadando e respirando.

Tipos de sono
Os seres humanos possuem dois “tipos” ou estados distintos de sono: o mais lento, chamado de “sono não REM”, e o com atividade cerebral mais rápida, chamado de “sono REM”. REM é uma sigla em inglês para “movimento rápido dos olhos”.
Em um indivíduo normal, o sono não REM e o REM alternam-se ciclicamente. O REM, caracterizado pela atividade cerebral mais rápida com relaxamento muscular máximo, é a fase onde ocorrem os sonhos.

Já o não REM é dividido em três estágios, segundo a progressão da sua profundidade (N-1, N-2 e N-3, sendo o último o mais profundo).

De acordo com o cientista Aric Prather, da Universidade da Califórnia em São Francisco (EUA), ambos os tipos são importantes para a saúde porque desempenham funções diferentes no organismo.

Os riscos de dormir pouco
Nem sempre é fácil ter uma boa noite de sono. Diversos fatores desempenham um papel nessa atividade, incluindo ritmos circadianos, hormônios como melatonina e neurotransmissores como dopamina.
Para indivíduos de 18 a 65 anos, os especialistas acreditam que a quantidade de sono ideal seja de sete a nove horas por noite, sendo sete o mínimo.

E você deveria se esforçar para conseguir todas essas sete horinhas: as pesquisas têm mostrado muitos ricos de saúde associados a uma noite de sono curta, especialmente para pessoas que dormem cinco horas ou menos.

Dormir pouco ou mal tem um impacto muito negativo no cérebro, exercendo um papel em doenças neurodegenerativas como Alzheimer e Parkinson. Por exemplo, indivíduos com apneia do sono possuem um risco 26% maior de desenvolver Alzheimer.

Prather explica que o sono pode atuar como um “lava-louças” do cérebro, evitando o acumulo de proteínas que causam demências. Novas formas de tratamento dessas condições, inclusive, podem abarcar a promoção de ciclos mais naturais de sono. “Estou animado com o futuro da medicina do sono”, disse o especialista. [Wired, InstitutodoSono]

Fonte: https://saude.abril.com.br/

 

Veja mais